quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

A fase nojenta

Tenho estado distraída do blog com outros assuntos, mas escrever faz-me bem. Acabo por libertar aqui muitas das coisas que só eu penso e passo. Não debito aqui tudo o que se passa nesta cabecinha pensadora, senão ainda me internavam num manicómio :)

 Não consigo dizer que estou livre do cancro. Acho que nunca o direi, mas poderia afirmar que já me safei, que sou uma sobrevivente, enfim, qualquer coisa do género. Ainda não o consigo dizer. Daqui a uma semana, mais um tratamento para a veia, daqui a duas o segundo check-up pós-quimio/mastectomia/radiação. No primeiro check-up básico estava tudo ok, marcador estável, o outro peito sereno, o coração a aguentar a imunoterapia, ainda que já com sinais de estar a ser atacado. Já repeti o marcador tumoral há 2 semanas atrás, continua baixinho e sem grandes oscilações. É um alívio daqueles ver aquele número baixinho!

E porquê então a fase nojenta?
Segundo a minha vizinha, madame andreia, estou efetivamente na "fase nojenta". Adorei a expressão e vou "adoptar". Estou no que se chama a fase nojenta do cancro. Passo a explicar. Quem me vê na rua, no supermercado, whatever, não diz que estou doente. Pelo contrário, eu vendo saúde. Ahahaahah...adoro esta expressão. Se souberem onde se vende saúde, digam-me por favor...não que eu precise, só para saber :)

Como raramente me queixo e prefiro guardar para mim as dores, então aí é que começam a bombardear-me com "quando voltas a trabalhar" ou "até quando precisa de baixa?" ou ainda melhor "está de baixa porquê?"...

Quem me dera não ter dores nas articulações, conseguir caminhar normal quando acordo (pareço uma velhinha com os "crack.crack" das articulações), não sentir os efeitos desta nova medicação que me fazem acordar com dores e dormência nas mãos (provocou-me o síndrome do túnel cárpico), as insónias e a falta de força nas pernas...enfim....nada que eu não aguente e enfrente. Só não me digam que eu vendo saúde, please! Não levo a mal nem guardo rancor de quem me diz estas coisas, mas às vezes apetecia responder torto :)

Para quem tem efetivamente curiosidade ou simplesmente sente a minha falta nos corredores da reitoria, planeio voltar em Janeiro, se os exames estiverem ok e tiver alta do oncologista. Espero sinceramente que sim, porque sei que já não aguentam com tantas saudades minhas :)

Vou retomar a fisioterapia na próxima semana, porque com o frio, o meu braço congela de vez em quando e custa colocá-lo em certas posições. Nada que não se combata, de uma maneira ou outra. É preciso é lutar e seguir em frente.

Keep on fighting IBC
Bjinho

Ps1...Hoje foi dia de injeção Zoladex...3 enfermeiras a ver, uma pediu para "EXPERIMENTAR", porque nunca tinha dado. Há que dar o corpo ao manifesto e à formação das enfermeiras. OUCH.....

Ps2...Fui hoje à UA e, para variar, muito bem recebida pelo chefe e colegas. Obrigada :)



2 comentários:

  1. Comecei a imunoterapia há 2 dias, ao mesmo tempo da 5ª sessão de quimio. Para já tudo corre normalmente, já voltei ao trabalho, não tive efeitos nem de uma coisa nem de outra. Vou já a correr hoje ao ginásio, antes que me apareçam as dores musculares que me prometeram.
    Força Vera! Estás quase, quase lá!! :D E eu pra lá caminho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bora lá percorrer bem este nosso caminho. Tudo de bom :)

      Eliminar